A imoralidade das igrejas

Quando Deus disse: “Estes sinais seguirão aqueles que crerem”, Ele tem que ficar com isso por toda a Eternidade. É Sua Palavra.

A imoralidade tem atingido o auge de todos os tempos na promiscuidade de atos sexuais, vício em narcóticos, jogo, e toda classe  de males. E a igreja continua afirmando quão boa é esta geração, quão cheias estão as igrejas e quão responsáveis são os nativos pelos campos missionários. A igreja tem conduzido as pessoas para os médicos, especialmente aos psiquiatras. Como ela pode propalar ser rica espiritualmente é mais do que eu posso saber. Não é verdade. Elas estão na bancarrota, e não o sabem.

A imoralidade tem atingido o auge de todos os tempos na promiscuidade de atos sexuais, vício em narcóticos, jogo, e toda classe de males. E a igreja continua afirmando quão boa é esta geração, quão cheias estão as igrejas e quão responsáveis são os nativos pelos campos missionários. A igreja tem conduzido as pessoas para os médicos, especialmente aos psiquiatras. Como ela pode propalar ser rica espiritualmente é mais do que eu posso saber. Não é verdade. Elas estão na bancarrota, e não o sabem.

Quando se diz: “Dê um aperto de mão, ou tome a comunhão”, ou algo assim, ou algo sobre esse credo, ou alguma coisa com respeito a essa idéia; que qualquer homem, qualquer bêbado, qualquer incrédulo pode fazer. Qualquer personificador, qualquer prostituta – prostituta pode fazer isto. Tomar a comunhão, ter formas e coisas assim, poderia-se fazer isso.

Mas Jesus disse que essa será a identificação: “Estes sinais seguirão”, não talvez, “eles seguirão, em todas as gerações, aqueles que crêem! Em Meu Nome eles expulsarão demônios; falarão em outras línguas, falarão em novas línguas; e pegarão em serpentes; beberão coisas mortíferas, e não lhes fará dano; colocarão suas mãos sobre os enfermos, eles serão curados”. “Curai os enfermos, ressuscitai os mortos, expulsai demônios; assim como de graça recebestes, de graça daí”.

Todos estes grandes sistemas gananciosos e coisas tais, e presos às coisas hoje, não é de se admirar que eles estejam plenos de juízo. Sim, senhor! Oh, que coisa!

Vejamos agora. Sim, senhor. Chamo ao arrependimento, e minha acusação agora.
Este novo Calvário é a – a igreja, assim chamada, os lugares mais santos, grandes púlpitos, altar catolicismo, altar católico, chamado seu púlpito. A metodista, a batista, a presbiteriana, a luterana, os pentecostais, os mais santos lugares. [O Irmão Branham bate de leve seis vezes no púlpito – Ed.] ali Ele recebe Suas piores lancetadas. Um novo Calvário! Onde é encontrado? Nos lugares santos, a igreja.

Onde é Ele crucificado? Dos pastores. Hipócritas, vocês estão conscientes disso!

Eu não estou irado, mas algo dentro de mim está se agitando. Deus tem sido completamente identificado entre vós.

Onde Ele recebeu Suas espetadas, em Seu lado? Onde Ele recebeu Suas lancetadas? No Calvário. Onde Ele as recebe hoje? No púlpito. De onde vieram? Jerusalém. De onde vem? Da denominação. Aqueles que alegavam ama-Lo, são os que o fizeram. São estes que fazem isto hoje. Seu segundo Calvário, onde Ele recebe Suas feridas contra a Palavra, isso é o que O traspassa. Quem é Ele? Ele é a Palavra. Ele é a Palavra. De onde Ele é mais duramente traspassado? Dos púlpitos nos lugares santos, como foi então.

Eu tenho direito de acusar esta geração. [O Irmão Branham bate cinco vezes no púlpito – Ed.] Eu tenho direito de faze-lo, como um ministro do Evangelho de Jesus Cristo, com Seus sinais, e provando que Ele é Deus. Eu tenho direito de trazer acusação contra esta geração. Porque, Suas mais duras espetadas da ponta de lança tem sido diretamente dos púlpitos, onde eles tem criticado e dito: “Não saiam a ouvir aquela coisa. Aquilo é do diabo”. Exatamente no lugar que deve ama-Lo!

E os próprios sinais que Jesus disse que aconteceriam: “A Palavra de Deus é mais afiada do que uma espada de dois gumes; a Palavra, é apta para discernir os pensamentos, intenções do coração”. E ela é chamada de o diabo, de onde? Dos púlpitos, os lugares santos.
Oh, Deus, como pode Ele olhar para baixo? Somente – somente misericórdia, isto é tudo. Nós não podemos fazer nada mais do que avançarmos para o julgamento. Nós já estamos lá. Hã-hã.

Pense nisto. Suas lancetadas mais fortes vem do púlpito. É aí onde Seu novo Calvário está. Eles O crucificaram, a Palavra, no púlpito. Isto é certo. Como, como eles o fazem? Por suas formas de piedade. Exatamente isso!

Coroado, da audiência, por escarnecedores! Ele tem uma nova coroa de espinhos, escarnecedores! Traspassado, do púlpito; coroado por escarnecedores. É Ele crucificado outra vez, novamente? Ferido por credos feitos pelo homem, mestres de denominações contra Sua Palavra. Eles O ferem, em vergonha, O condenam.

Jesus disse: “Em vão eles Me adoram”. Em vão, “não adianta nada”. Quem eles adoram? Eles adoram o mesmo Deus. Eles estavam adorando aquele mesmo Deus em Sua primeira crucificação, e era uma adoração vã. É a mesma coisa hoje. Em vão eles constroem essas denominações. Em vão eles constroem esses seminários. Em vão eles tem esses credos, ensinando como doutrina os preceitos do homem, e negando a Palavra de Deus. Eles são culpados de crucificar o Príncipe da Vida, ensinando doutrinas do homem como se fossem Sua Palavra. “Em vão eles Me adoram”, ferido, traspassado, coroado.

Quando você vê isso descer a rua, e algumas de vocês, senhoras com cabelos longos; dizem: “Ela está fora de moda, não está?” Recordem, esses são escarnecedores, essa é a coroa que você está usando. Deus disse que esta é sua glória; use-a com orgulho. Aleluia! [O Irmão Branham bate palmas três vezes – Ed.] Use-a com orgulho, como você usaria uma coroa de espinhos pelo seu Senhor. Use-a com orgulho. Não fique envergonhada. Ele disse assim, não importa o que estas Jezabéis digam hoje. O que estes impostores de pé no púlpito, crucificadores de Cristo, não importa o que eles digam, use-a com orgulho. Deus disse assim. Mantenha-o.
Coroado, com escarnecedores outra vez, espinhos. Traspassado, do púlpito, com credos.

Ele tem um novo Gólgota, para onde O levam: estes corais com togas, mulheres que usam shorts, cabelos curtos, face pintada, cantando no coro como Anjos, com talentos. Esse é seu novo Gólgota, precisamente modernas mulheres que se despem protegidas por uma lei como em Sodoma e Gomorra.

Você vê uma cachorrinha que vai rua abaixo. Em certo tempo não há um cão que ao menos chegue onde ela está. Deixe que uma certa coisa aconteça e cada um deles corre atrás dela. Há algo que acontece a ela. Você sabe por que. Deixe…

Por que estas mulheres tiram suas roupas, e vão pela rua? Não me diga que não é a mesma coisa. Isto é uma identificação. Não condenem o homem. Mas elas estão protegidas por uma lei de Sodoma. Esta lei devia dizer que é ilegal para elas estarem lá fora.

E pregadores no púlpito deviam ter anáguas ao invés de traje clerical; de pé ali e permitem isto, e se envergonham de falar contra isto, porque sua denominação os porá para fora. Vocês crucificam, para a – a congregação, a Palavra de Deus a qual diz: “É uma abominação para uma mulher usar uma roupa que pertença ao homem”.

Eu – eu condeno a coisa. Eu – eu – eu – eu – eu – eu os acuso de crucificar a Palavra de Deus ante o povo. Mulheres com cabelos curtos, usando shorts, e a coroa… de pé no coral!

Alguém me disse, outro dia, alguma mulher me perguntou, disse: “Bem, onde o senhor pensa que encontraria?”

Eu disse: “Se o Senhor me pedisse para selecionar uma dúzia, através do mundo, eu estaria – eu morreria de medo”.
Mensagem: A acusação – Parágrafos: 278-300.

Faça o download da mensagem completa em PDF: A ACUSAÇÃO

Esta entrada foi publicada em Denominações, credos e dogmas e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.