Há abundancia de poder para curar

Cura de uma mulher com coágulos de sangue em seu coração

Agora, esta mulher tinha uns coágulos de sangue situados em seu coração. Ela estava na faixa dos sessenta. Ela estava tão terrivelmente inchada a ponto de estar novamente tão grande como normalmente fora. E eles telefonaram, e minha esposa me trouxe ao telefone, e disse: “Billy, eles… uma mulher quer lhe falar, em New Albany”.

Eu disse: “Bem, irmã, venha, esta manhã. Vamos ter um culto de cura lá no tabernáculo.”

Ela disse: “Meu caro irmão,” disse ela, “Quisera eu poder leva-la, mas ela não pode nem mesmo se mover.” E disse: “Ela está nas últimas neste instante”.. E disse: “Não há nenhuma esperança para ela”. E disse: “Nós temos ouvido das grandes coisas que Deus tem feito através de suas orações. Poderia orar por ela? Pode vir?

Eu disse: “Eu não posso ir. Mas pode colocar o fone no ouvido dela?”

Ela disse: “Eu creio que posso arrastar a cama dela.” E ela arrastou a cama, e pegou a mulher; quase não podia falar.

Eu disse: “Se você crer!” A fé é o firme fundamento das coisas que se esperam. Não o que você apenas pensa; mas o que você realmente sabe. A fé é…

Eu disse o outro domingo: “Se eu estivesse morrendo de fome, e pedisse…” Um pão salvaria minha vida, e você me dá vinte e cinco centavos; eu poderia me alegrar exatamente da mesma forma como se tivesse o pão, porque há abundancia de pão.

poder para receber a cura divinaE há abundancia de poder para curar. “Se tu podes crer,” isso é os vinte e cinco centavos; eu posso me alegrar. Porque, talvez o pão esteja a dez milhas de mim, mas, visto que eu consegui os vinte e cinco centavos, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam. Eu estou exatamente tão feliz com aqueles vinte e cinco centavos como se eu estivesse comendo o pão, embora eu tenha uns longos caminhos para viajar ainda; atravessar leitos de riachos, e cruzar baixios, e cruzar pelas pinguelas, e descer pelo matagal de sarça espinhenta, e subir para o outro lado da colina. Pode ser que eu fique cada vez mais faminto, a ponto de ficar com câimbras: estou tão faminto. Mas eu me alegro todo o tempo, porque eu estou segurando os vinte e cinco centavos, a aquisição do pão, não importa quais sejam as condições.

Abraão se alegrou por vinte e cinco anos, mantendo a fé em seu coração de que Deus era capaz de realizar o que Ele tinha prometido. E ele conseguiu o que ele pediu.

Tome a cura em suas mãos por fé

Prezada e estimada irmã, ai. Não importa quais sejam as circunstancias, tome aqueles vinte e cinco centavos, aquela fé, f-é. Tome isto em suas mãos, tome-a em seu coração, diga: “Não importa o que aconteça…” Agora você não pode fingir. Você tem que crer realmente. “Meu filho viverá, porque em meu coração… Deus fez a promessa, e eu tenho fé para crer nela.” E então tudo mais torna-se negativo. Vê? Deus faz isto se mover bem para dentro daquele – daquele domínio.

Aquela mulher me ligou ontem. Alguém dentre eles respondeu o telefone, ela não aceitou. Minha esposa foi ao telefone, ela não aceitou. Ela disse: “Irmão Branham, eu estou louvando seu nome.”
Eu disse: “Meu nome? Por que está fazendo isso?”
Ela disse: “Oh, se o senhor apenas pudesse me ver!”
Eu disse: “Então louve a Deus, foi Ele Quem fez isto.”

Ela disse: “Os médicos lá nem mesmo podem encontrar um pedaço daquele coágulo de sangue. Dispersou-se e se foi. E eu estou normal, andando por aqui em boa saúde, gozando da melhor saúde que fazia anos não tinha.” Seu nome é Sra. Wrigth. Ela vive agora… Ela me disse seu primeiro nome. Em algum lugar em New Albany, eu não sei neste momento..
Mensagem: A grande luz resplandecente – Parágrafos: 122 ao 133

Esta entrada foi publicada em Cura Divina e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.