Não deva nada a ninguém

Agora, eu vejo colocado aqui, tem havido muitos pedidos nesta última semana no que eu disse no domingo passado na mensagem…eu creio…eu esqueci qual foi o título agora. Mas eu disse algo a respeito de pagar as suas dívidas. E você sabe, não importa o que você diz, não é entendido por muitos, não porque eles – eles não querem confundir isto, mas você simplesmente não compreende isto. E agora, alguém disse, “Devemos nós comprar um carro?” ou, “O que devo eu…” Agora, isto não é o que Jesus falou, ou a Bíblia ali, que disse, “Não deva nada a ninguém”. Não significa…Oh, nós devemos o nosso aluguem, nossa conta telefônica, nós – e tudo mais. Nós – nós devemos estas coisas, e as pagamos. Mas uma velha dívida permanente que você deveria ter pago, pague-a. vêem? Agora, não vá com nada pendurado em você assim.

William Marrion BranhamEu recordo daquela vez que eu era um rapaz e fiquei doente. Eu saí do hospital devendo cerca de dois mil dólares. E havia uma farmácia aqui, do Sr. Swaniger, eu lhe devia cerca de trezentos ou quatrocentos dólares em remédios. Ele nem mesmo me conhecia. E o homem… Eu cheguei até ele. Eu não o conhecia, e ele simplesmente enviava isto lá para cima de qualquer maneira, nunca recusou mandar; e eu disse, “Eu te devo”. E disse…Eu creio, não era o Swaniger, era o Sr. Mason lá na avenida Court e Spring. E eu disse, “Eu lhe devo. E eu – e permaneço terrivelmente fraco, mas estou tentando ir trabalhar. Agora, se eu não puder te pagar…” Eu havia acabado de me tornar um cristão; eu disse, “A primeira coisa, Sr. Mason, como meu dever para com Deus, eu devo a Ele nos meus dízimos. E eu quero pagar a Ele os meus dízimos primeiro”. E eu disse, “Então o meu dever seguinte é pagar as minhas dívidas”. E eu disse, “O meu pai é doente e ele – e temos…Na família somos dez filhos”. Mas eu disse, “Eu… Se eu não puder te pagar mais do que vinte e cinco centavos daquela conta em cada dia de pagamento… Se eu não puder te pagar nem mesmo os vinte e cinco centavos, eu virei e lhe direi sobre isto. Eu lhe direi, “Eu – eu não posso fazer isto desta vez”. Agora, pela ajuda de Deus, eu paguei cada pedacinho daquilo. Vê? É isto que quero dizer.

Somente não…Alguém diz…Oh, certo cristão aqui da igreja certa vez saiu e concertaram o seu carro aqui, e o homem veio…O homem disse: “Eu te pagarei. Eu te pago no sábado”, ou algo assim, e ele nunca o pagou. E semanas e semanas passaram e nunca o pagou, nunca disse uma palavra. E – e o homem veio e me perguntou, ele disse… Vêem, isto reflete contra a igreja. Isto reflete contra Cristo. Se você não pode pagar, vá falar com ele, diga, “Eu te devo, e eu vou te pagar. Eu sou um cristão, porém eu… eu somente…eu não posso fazê-lo neste momento, eu tenho… eu devo isto”. E você recorde, isto está no livro de Deus também, você sabe, aquilo que você faz. Então isto… Estou tentando para mim mesmo e para todos nós juntos, tentando estar prontos, pois sabemos que estamos nos aproximando de algo, muito perto de algo que vai acontecer. Então queremos estar prontos para aquela grande hora.
Mensagem: Cristo é revelado em Sua própria Palavra, parágrafos: 12-14.

Faça o download da mensagem completa em PDF: CRISTO É REVELADO EM SUA PRÓPRIA PALAVRA

Esta entrada foi publicada em Dízimos e ofertas e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.