O Lava Pés é uma ordem à igreja

O que diz a Bíblia sobre Lava Pés?

A comunhão sempre foi mal interpretada. Agora, eu poderia seguir em frente com isto por horas, porém temos que tomar a Ceia e temos o lava-pés. Agora eles simplesmente omitiram totalmente o lava pés, exceto pouquíssimas denominações. Muitos Pentecostais se afastaram completamente disto. Vêem? E isto permanece na Bíblia exatamente da maneira que isto foi escrito. Vêem?
Mensagem: A chave para a porta – Parágrafo 111.

Uma ordenança de Jesus: o Lava Pés

O lava Pés da Bíblia

Agora, apenas um momento mais. Agora, no Antigo Testamento quando o sacrifício era feito um – um estatuto ou uma ordenança. E assim é o batismo na água uma ordenança. Assim é o lava pés uma ordenança ; assim é a ceia do Senhor uma ordenança. “Bem aventurado é aquele que cumpre todas as Suas ordenanças, guarda todos os Seus estatutos, todos os Seus mandamentos, para que ele possa ter direito à Arvore da Vida.”
Mensagem: Comunhão – 12/12/1965 – Parágrafo 29

Na leitura da Escritura, no Livro de São João, capítulo 13, nós lemos, começando com o 2º versículo do capítulo 13.
… acabada a ceia, tendo já o diabo posto no coração de Judas Iscariotes, filho de Simão, que o traísse,
Jesus, sabendo… o Pai tinha depositado nas suas mãos todas as coisas,… que… saído de Deus e ele ia para Deus,
Levantou-se da ceia,… tirou os vestidos,…tomando uma toalha, cingiu-se.
Depois … deitou água numa bacia, e começa a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido.
Aproximou-se pois de Simão Pedro, que lhe disse: Senhor, tu lavas-me os pés a mim?
Respondeu Jesus, e disse-lhe: O que eu faço agora não sabes tu . . ., mas tu o saberás depois.
Disse-lhe Pedro: Nunca me lavarás os pés. Respondeu-lhe Jesus: Se eu te não lavar, não tens parte comigo.
Disse-lhe Simão Pedro: Senhor, não os meus pés só, mas tam-… mas também as mãos e a cabeça.

Disse-lhe Jesus: Aquele que está lavado… necessita de lavar senão os pés, pois no mais todos vós estais limpos;… vós estais limpos, mas não todos.
Porque bem sabia ele quem o havia de trair; por isso disse: Nem todos estais limpos.
Depois que lhes lavou os pés, e tomou o seu vestido, e se assentou outra vez à mesa, disse-lhes: Entendeis o que vos tenho feito?
Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque eu o sou.
Ora se eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns aos outros.
Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também.

Nós devemos lavar os pés em comemoração

Eu acho que é um dos mais belos versículos. “Eu vos dei o exemplo, para que, como Eu vos fiz, façais vós também.” Nós devemos fazer isto uns aos outros, em comemoração. Tem sido uma prática da igreja, das reuniões deste grupo de pessoas, desde que começamos. E antes mesmo que este tabernáculo fosse construído, quando ainda estávamos em reuniões de oração em casas, nós praticávamos o lava-pés. Nossas irmãs vão para o aposento no fundo. Nossos irmãos vão para o aposento à direita. E cumprimos o lava-pés. Visitantes, se vocês estão conosco, esta noite, estamos tão felizes em tê-los para confraternizar nestas ordenanças de Deus.

Eu poderia explicar, como disse poucos momentos atrás, a coisa que Deus deixou para fazermos. Batismo nas águas, um ítem; comunhão. E, recordem, esses são apenas dois. Deus é aperfeiçoado em três. O lava-pés é o terceiro. Vêem? E nós lembramos disso, anos mais tarde, mesmo na Bíblia.

O lava pés é exemplo de humildade

Algumas pessoas tentam dizer que não é necessário. Certamente, eu não quero dizer que os pés das pessoas precisam ser lavados. Não é isso. Talvez os deles também não precisassem. Mas era um ato de humildade. É um – é um ato de – de fazer, simplesmente tão essencial quanto o batismo nas águas. Porque Ele disse aqui, que: “Eu vos dei o exemplo, para que, como Eu vos fiz, façais vós também uns aos outros.”

E verificamos que uma viúva não podia ser recolhida entre o povo a menos que tivesse exercitado hospitalidade e tivesse lavado os pés aos santos, nos mostrando humildade.

Porquanto, se há algo que queremos ser, é ser humildes, porque esse é o segredo do poder, é através da humildade. E você está sempre feliz, quando você sai destas coisas, ao fazê-las; é uma abençoada ordem de companheirismo que nós observamos aqui na igreja.
Mensagem: Ordenação – Parágrafos: 88 ao 93

A grandeza de um homem

O significado do Lava Pés

“Eu conheço o teu serviço”. Jesus disse, “O maior entre vós seja como o menor”. Um homem sábio comentando sobre este dito assim se expressou: “Somente a história provará a verdade deste dito”. Este homem estava certo. Todos os homens verdadeiramente grandes da história têm sido servos. Aqueles que exigiram ser servidos; aqueles que oprimiram; que sempre tiveram como meta estar à cabeça de todos, têm terminado em vergonha. Mesmo os ricos são condenados por Deus quando não usam bem sua riqueza. Porém olhem a história e descobrirão que os verdadeiramente grandes eram aqueles que serviam a outros. A História nunca pôde aclamar aqueles aos quais muito foi feito, mas ela sempre louva os que fizeram muito pelos outros. Agora apliquemos isto a nós mesmos. Assim como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, assim também devemos seguir o Seu exemplo. Vejam-No quando Ele se abaixa para lavar os pés dos apóstolos, aqueles pés cansados e sujos. Ele disse “O que faço agora não o sabeis, mas sabereis depois. Mas o que me vedes fazendo deveis fazer também”. Ele se tornou um servo a fim de que Deus pudesse elevá-Lo às alturas sublimes. E um dia no julgamento dos santos vamos ouvi-Lo dizer, “Bem está, bom e fiel servo, entra no gozo do teu Senhor”. É difícil ser sempre servo. Aqueles que se afadigam por causa dos outros estarão um dia assentados com Ele em Seu trono. Valerá mais do que tudo. “Trabalhemos para o Mestre, do amanhecer ao pôr do sol, falemos de Seu maravilhoso amor e de Seu cuidado, e quando toda a vida tiver passado e nosso trabalho tiver sido feito e quando se fizer a chamada além, lá estarei”.
Mensagem: As sete eras da igreja – A era da igreja de Tiatira – Parágrafo 32

O Lava-pés batista

Vocês sabem, eles dizem: “O lava-pés batista.” E entretanto, quando eu ia ao lava-pés batista, eles apenas lavavam um pé, apenas um pé. E agora, aqui, nós lavamos os dois pés. Então, uma bênção em porção dobrada, veja, sim, tem duas numa. Se é uma bênção lavar um pé, você deveria tentar os dois, uma vez, o lava-pés batista.
Mensagem: O poderoso conquistador – Parágrafo 2

Lavar os pés na quinta-feira santa é apenas uma tradição

Como muitos dizem: Devemos lavar os pés, uma vez ao não, na quinta-feira santa; e na sexta-feira devemos tomar a Santa Ceia. Que quantidade de diferentes doutrinas! Se põe a discutir se deve ser neste dia ou naquele, ou se deve ser no dia de sábado ou no primeiro dia da semana. Todas estas coisas não são nada mais que tradições. De que benefício lhe seriam estas coisas, pro exemplo, se celebra a quaresma ou não, se não tem a Vida em si mesmo? É apenas uma celebração da qual não há contra; mas a verdade é que têm cumprido com suas tradições, cabalmente, e têm deixado de lado o tema principal.
Mensagem: Ao nascer do sol – O poder vivificador – Parágrafo 22

 

Esta entrada foi publicada em Ceia do Senhor. Adicione o link permanente aos seus favoritos.