oração para começar o culto

Obrigado, Irmão Neville. Permaneçamos de pé por um momento agora para oração. Inclinemos nossas cabeças. Há algum pedido a ser manifestado, se há, indique tendo uma mão levantada, somente para Deus, diga: “Eu – eu…?” Mantenha em sua mente agora o que – o que deseja pedir-Lhe, e creia com todo seu coração, enquanto eu ofereço minha oração por você, também.

Pai Celestial, nós estamos… consideramos este, um enorme privilégio, o de vir à casa do Senhor, neste dia escuro, e – e encontrar o Filho-Luz de Deus brilhando, e ouvir o Espírito Santo cantando através do povo, e falando através do povo, simplesmente um – um pouco de brilho do Filho por dentro. Nós Te agradecemos por isto, o Celestial brilho do Filho ao redor de nossos corações. Como Te agradecemos por isto! Agora eles estão…

Teu povo tem levantado suas mãos nesta congregação, de que tem pedidos, que eles gostariam que Tu lhes respondesses esta manhã. E eu oro, Pai, que Tu concedas cada uma de suas pedidos. Há tantas, empilhadas sobre o púlpito, e tantas petições por toda parte, de pessoas enfermas, sofrendo; chamadas telefônicas, de longa distância, cerca de cinqüenta por dia. Ó Deus, que faremos? Dirige-nos, Senhor. Nós – nós não sabemos que caminho tomar ou o que fazer, mas Tu podes dirigir estas coisas, e oramos que Tu concedas isto a nós. Porque, é – é nossa intenção, Senhor, a vida que temos na terra nos é dada por Ti, e queremos usá-la para Te honrar. Agora guia-nos nessas coisas, Pai.

Abençoa-nos hoje enquanto nos reunimos para ouvir a Palavra do Senhor, para cantar os hinos, para oferecer oração. Ouve nossas orações. Regozija-Te conosco em nossos hinos, e fala-nos através da Palavra, pois nós pedimos isto em Nome de Jesus. Amém.
Podem se assentar.
Mensagem pregada pelo profeta William Branham: A Acusação – Parágrafos: 1 ao 4

Oração final do culto

Deus, sê misericordioso para conosco. Assim neste tempo de profunda meditação, que a Palavra infiltre no profundo, Senhor, ao coração. Que as pessoas embora elas estejam atrasadas para seu almoço… Porém, Senhor, isto é mais que alimento. Isto é Vida. “Minha Palavra é alimento”, Tu disseste. E é nisto que nossas almas famintas estão banqueteando.

Agora toma-nos, Senhor, molda-nos. Senhor, toma-me com eles. Eu desejo ir com eles. Eu vou ao Calvário agora, Senhor, pela fé. Eu estou indo com esta congregação. Não só molda-me, Senhor. Eu tenho errado. Muitas vezes que eu…

Aqui recentemente eu ia abandonar a pregação. As pessoas não me ouviam. Elas simplesmente continuavam fazendo a mesma coisa, e eu – eu me desanimei. Eu criei um complexo. Ó Deus! Alguns domingos atrás, quando Tu me deste aquele sinal ali fora, e lendo uma Bíblia, e vendo o que Tu disseste a Moisés, bem como foi aquele sonho, que havia uma montanha, também, e seria um sinal para ele. E então justamente no final disto, saber que eu – eu tinha deixado uma porção de pessoas enfermas; um ministério não somente no profético, mas no ensino da Palavra, e – e na oração pelo enfermo. Tu deixaste um homem cair morto aqui mesmo no chão, e então o trouxeste à vida, para confirmação de que era a verdade. Tu sempre confirmas Tua Palavra.

Agora, Senhor, confirma Isto agora enquanto estou ante Teu Trono. Toma cada uma dessas pessoas, Senhor, tira o mundo fora de nós. Toma-me, Senhor, enquanto estamos em Tua Presença. Simplesmente tira o mundo, espreme nossos corações, Deus, agora mesmo. Tira o mundo e os cuidados do mundo para longe de nós. Permite que sejamos cristãos consagrados, ó Deus, para sermos amáveis e bondosos e agradáveis, dando os frutos do Espírito. Farás isso, Senhor? Estamos ante Teu Trono. O pecado deixou uma mancha carmesim sobre cada um de nós, mas Teu Sangue pode perdoar, Senhor, e faze-la branca como a neve. Concede-o, enquanto estamos esperando em Ti. Toma-nos; somos Teus; consagramos nossas vidas a Ti. No Nome de Jesus Cristo, concede-o, Senhor, a cada um de nós.

Espreme meu coração, Senhor. Eu vejo todos os meus erros. Eu vejo meus enganos. Deus, desde este momento, eu estou tratando de viver da melhor forma que posso, para Te ajudar. Eu quero ir, eu quero consagrar minha vida novamente a Ti, aqui esta manhã.

Após trazer esta acusação contra meus – meus amigos clérigos ali fora, e ter que dizer estas coisas duras, mas, Senhor, eu fiz isto por Tua inspiração. Eu sinto que Tu me disseste para faze-lo. Agora a responsabilidade não está mais sobre mim, Senhor. Eu – eu estou feliz que não esteja. Deixa-os fazer com isto o que eles quiserem, Pai. Eu suplico que eles aceitem. Eu rogo que Tu salves cada um, Senhor.

Possa vir um avivamento do justo, e que um grande Poder venha entre a Igreja pouco antes que Se vá. Não é difícil rogar por isto, porque Tu prometeste. E nós estamos esperando, Senhor, a terceira puxada que sabemos que fará grandes coisas por nós em nosso meio.

Eu sou Teu, Senhor. Eu me coloco sobre este altar, tão consagrado quanto eu saiba como fazer-me. Tira o mundo de mim, Senhor. Tira de mim as coisas que são perecíveis, dá-me as coisas imperecíveis, a Palavra de Deus. Possa eu ser capaz de viver tão cuidadosamente essa Palavra, até ao ponto que a Palavra esteja em mim, e eu na Palavra. Concede-o, Senhor. Que eu nunca me afaste Dela. Possa eu segurar aquela Espada do Rei tão fortemente, e agarra-La firmemente. Concede-o, Senhor.
Abençoa-nos juntos. Somos Teus servos, enquanto nos consagramos a Ti esta manhã, novamente, em nossos corações. Somos Teus, no Nome de Jesus Cristo, para serviço.
Jesus…
Deus os abençoe! Irmão Neville.
Mensagem pregada pelo profeta William Branham: A Acusação – Parágrafos: 386 ao 393

Esta entrada foi publicada em Orações poderosas do profeta. Adicione o link permanente aos seus favoritos.