Orando pelos lenços

[O Irmão Glover diz: “O irmão poderia orar por estes lenços antes de começar?” — Editor] Será um prazer. [“Há aqueles e estes pelos quais orar.”] Correto, senhor, obrigado. Quanto a este santo homem, o Irmão Glover, a quem conheço faz alguns anos, eu tive o privilégio de estar com ele um pouco ontem à noite. E ele me disse que tinha parado por um pouco, descansando. E agora, aos setenta e cinco anos de idade, está voltando ao serviço do Senhor. Eu não estou cansado nem a metade do que estava antes de ouvir isso. Eu achei que estivesse cansado, mas eu — eu acho que não estou. Ele acabou de me colocar aqui alguns lenços, na — na forma de envelopes, etc., onde estão dentro e já fechados.

Agora, qualquer um de vocês em alcance de rádio, ou aqui, que deseje um destes lenços, e você que desejaria, o Templo Angelus os envia constantemente, a qualquer tempo. Você poderia escrever para cá mesmo, para o Templo Angelus e orarão sobre ele, porque eu lhe garanto que é escriturístico. É uma promessa de Deus.

E se você quisesse que eu orasse sobre um lenço para você, ora, será um prazer fazer isso. Apenas me escreva à caixa postal 3-2-5, 325, Jeffersonville, soletra-se J-e-f-f-e-r-s-o-n-v-i dois éles-e, Jeffersonville, Indiana. Ou se você não conseguir lembrar da caixa postal, simplesmente escreva “Jeffersonville.” É uma cidade pequena, uma população de mais ou menos trinta e cinco mil. Todos me conhecem ali. E assim seria um prazer orar sobre um lenço e mandá-lo para você.

poder para receber a cura divinaE agora, temos tido grande êxito com isto, porque… Você receberá um formulário com o lenço, que pessoas ao redor do mundo oram toda manhã às nove horas, e ao meio dia e às três horas. E você pode imaginar por detrás de todo o mundo, a que hora da noite tem que se levantar para fazer esta oração. Então se todas estas dezenas de milhares, e vezes milhares, estão enviando orações a Deus exatamente naquele mesmo momento por este ministério, a sua enfermidade, Deus simplesmente não pode rejeitar isso. E então, agora nós, como digo, não temos programas, não estamos querendo um centavo de dinheiro. Nós estamos apenas… Se pudermos ajudá-lo, é para isso que estamos aqui. E vamos…
Alguém está trazendo outro punhado de lenços.

Agora, se você não têm um lenço que queria enviar, bem, então escreva mesmo assim. Se você não necessita dele no momento, guarde-o no Livro de Atos, na Bíblia, no capítulo 19. E será um tipo de uma fitinha branca que lhe será enviada, e as instruções como confessar seus pecados primeiro. E (obrigado) como confessar seus pecados… Você não deve nunca tentar receber nada de Deus sem primeiro estar certo com Deus. Está vendo? E então nisso você está instruído nisto para chamar seus vizinhos e o seu pastor. Se você tem algo em seu coração contra alguém, vá acertar isso primeiro, e volte. E então ore, tenha um culto de oração em seu lar, e prenda este lenço com alfinete na sua roupa de baixo, então creia em Deus. E naquelas mesmas três horas, cada dia, haverá gente no mundo todo orando, uma corrente ao redor do mundo.

E agora, é seu absolutamente grátis; apenas peça. E — e, agora, não estaremos lhe escrevendo para lhe importunar ou para dizer-lhe de algum programa que temos. Nós queremos que você apoie o programa, mas não temos nenhum para você apoiar. Vêem? Então você… Não é para conseguir seu endereço; é apenas boa vontade e um ministério do Senhor que estamos procurando levar avante.

Agora vamos inclinar nossas cabeças. E se você está no alcance do rádio, tenha o seu lenço colocado aí, apenas coloque sua própria mão sobre ele enquanto oramos.

Senhor Misericordioso, trazemos a Ti estes pacotinhos, talvez alguns deles pareçam ser pequenas vestes para um bebê, ou — ou alguma camisetinha, ou talvez um par de botinhas, ou — ou algo assim, um lenço, que irá ao doente e aflito, Senhor, é de acordo com Tua Palavra que fazemos isto. Pois lemos, no Livro de Atos, que levaram do corpo do Teu servo, Paulo, lenços e aventais, porque creram que Teu Espírito estava no homem. E espíritos imundos saíam das pessoas, e aflições e enfermidades os deixavam, porque criam. E agora nós compreendemos, Senhor, que não somos São Paulo, mas sabemos que Tu ainda permaneces Jesus. E oramos que Tu honres a fé deste povo.

E uma vez foi dito que quando Israel (tentando obedecer a Deus) tinha sido pego numa cilada, o mar diante deles, as montanhas de um lado e de outro, e o exército de Faraó aproximando-se. E alguém disse que “Deus olhou para baixo através daquele Pilar de Fogo, com olhos encolerizados, e o mar se assustou e rolou para trás, e formou um caminho para Israel atravessar à terra prometida.”

Ó Senhor, olha para baixo de novo, quando estes pacotes forem colocados sobre os corpos enfermos em comemoração a Tua Palavra vivente. E que a enfermidade se assuste, olhe através do Sangue do Teu Filho, Jesus, o Qual morreu para esta expiação. E que o inimigo se assuste e que se afaste, para que este povo possa entrar na promessa, pois acima de todas as coisas, este é o Teu desejo que prosperemos em saúde. Concede-o Pai, porque nós o enviamos com essa — com essa atitude em nosso coração. E esse é nosso objetivo. Nós o enviamos em Nome de Jesus Cristo. Amém.
Mensagem pregada pelo profeta William Branham: A HISTÓRIA DA MINHA VIDA – Parágrafos: 3 ao 12.

Esta entrada foi publicada em , Orações pelos enfermos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.