Política não pertence à Igreja

Este pequeno evangelho social que adotamos, e damos tapinhas no ombro deste, e tornamos este diácono, e aquele presbítero, ou alguma outra coisa assim, ambos política. Não foi exatamente isso que aconteceu em Nicéia, Roma? Nós queremos nos livrar dessa bobagem. Metodistas, batistas, presbiterianos, pentecostais, e todos, nós devemos sair disso.

Política não pertence à Igreja. O Espírito Santo é que deve assumir a direção da Igreja, e não um voto político de quem é quem. “Deus colocou na igreja uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para doutores, e evangelistas, e pastores,” não que homens os introduziram ali pelo voto. Deus os colocou ali, pelo chamado do Espírito Santo, reuniões de oração, e imposição de mãos, e permanecendo diante de Deus.

Mas, hoje, nós socializamos nossa religião a tal ponto que é quase como a política, ela própria, nós praticamos isto em todas as nossas denominações. Nós somos…Uma não pode apontar a outra. Todos somos culpados. Ali você encontra alguns homens e mulheres genuínos. Mas o problema, a respeito do qual estou pensando é que nós estamos ficando demasiadamente no – no lado da minoria, o povo genuíno que quer crer e quer o poder de Deus. Há demasiadas pessoas introduzidas apenas por um ato social: “Bem, este é um bom homem. Ele é um ótimo companheiro.”

Nós temos boas igrejas. Nós construímos boas igrejas, e melhores igrejas do que costumávamos ter. Isso está bem. Não há nada contra isso. Eu gosto de ver a igreja prosperar.

Mas, irmão, eu preferiria vê-la prosperar no poder do Senhor do que prosperar nas coisas mundanas. Voltem ao Evangelho! Voltem ao poder de Deus! Voltem ao pentecostes, o… como o original era. Mas, veja, o problema é que nós não queremos levar essa surra.

Se você diz algo acerca de alguma coisa, e alguma coisa imoral que a igreja esteja fazendo, ou – ou alguma coisa social, na mesma hora eles o desprezam, fecham as portas. Você não pode entrar, veja, porque eles têm uma reunião e o impedem de entrar. Eles não o querem mais. Eles dizem: “Você está louco. Você perdeu a mente.” Mas enquanto for ASSIM DIZ O SENHOR, não me importa o que alguém diga. Requer-se o poder de Cristo para manter um homem.

E como Jesus disse certa vez: “Considerai os lírios; e digo-vos que nem ainda Salomão , em toda a sua glória, se vestiu como um.” Salomão, em toda a sua glória, era uma vista magnífica. Não há dúvida. Ele era uma grande coisa para o mundo, e um grande homem diante de Deus. Porém o manto de Salomão não tinha vida nele. Era um pedaço de material, provavelmente tosquiado das costas de uma ovelha. Porém, o lírio tinha vida.

O que necessitamos hoje é da Vida de Cristo dentro de nós. É Isso o que purifica; não o exterior, um colarinho virado, ou um diploma de psicologia, ou algo assim. Requer-se o poder do Cristo ressuscitado para nos fazer o que devíamos ser. Deus não tem outro plano além de deixar o Espírito Santo governar e reinar na Igreja.
Mensagem: A obra-prima de Deus identificada – Parágrafos: 92 ao 99

Esta entrada foi publicada em Política na igreja e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.