Você tem que amar, não apenas fingir

Pregação sobre: Amar o irmão que não te ama, um amor não fingido, amar verdadeiramente as pessoas sem fingir que as ama. O amor fingido é do Diabo.

Um irmãozinho veio, há não muito tempo atrás, um irmãozinho da Igreja de Cristo. E, oh, ele se levantou ali, e ele disse: “Este rapaz é um diabo”. Vê? Ele disse: “Ele fala do Espírito Santo”. Ele disse: “Não existe tal coisa. Eles, bem, somente os doze apóstolos receberam o Espírito Santo. E – e a cura Divina foi dada somente aqueles doze apóstolos”. E seguiu adiante, mais ou menos meia hora.

E eu disse: “Só um momento, irmão. Eu penso que o senhor deveria dar-me apenas uma chance de defender Isto, veja”. Eu disse: “O senhor disse que vocês falaram onde a Bíblia falou, e ficaram em silêncio onde Ela ficou em silêncio”.
E ele disse: “Nós ficamos”.

E eu disse: “agora, o senhor disse que houve apenas os doze apóstolos que receberam o Espírito Santo. A Bíblia disse que: ‘Havia cento e vinte no cenáculo quando o Espírito Santo caiu, mulheres e todos’. E o senhor se importaria de me dizer, se o senhor acha que Paulo não tinha o Espírito Santo? E ele O recebeu muito tempo depois disso, veja. E o senhor disse que o dom de cura foi dado somente aos doze apóstolos. E Estevão desceu, alguns dias mais tarde, e ele não era um dos coze. Ele nem mesmo era um pregador. Ele era um pregador. Ele era um diácono, e desceu até Samaria e expulsou demônios”. Eu disse: “Oh, irmão!” Foi absoluto silêncio bem neste ponto, onde ele teve que manter isto.

Quem ama perdoa

E depois que terminou: “Porém”, eu disse, “eu o perdôo por me chamar de diabo, porque eu sei que o senhor não quis dizer isso intencionalmente”.

E então quando ele terminou, ele veio. Ele disse: “Há uma coisa que eu posso dizer. O senhor tem o Espírito de Cristo”.

Eu disse: “Agora, irmão, o que sou eu, um diabo ou de Cristo?” Vê? Vê?

Porém eu lhe digo, veja, porque esse homem, ele pôde perceber que eu o amava; não importa, que ele estava discordando, e discordando horrivelmente e ralhando rudemente. Ele…

William Branham caçandoEu sou um caçador, e com bestas selvagens, toda a minha vida. E pessoas têm dito: “Como…” Naquela vez quando eu tive que matar aquele urso, com uma faca, veja. Disseram: “Você não teve medo dele?”
Eu disse: “Não. Se eu houvesse tido medo dele, ele me mataria, veja.”

Amor enganoso do diabo

Porém, veja, você não pode – você não pode enganá-los. Eles sabem se você não pode – você não pode enganá-los. Eles sabem se você está com medo deles, ou não. Tenha medo de um cavalo, e observe o que um cavalo fará, ele lhe pisará. Está vendo? De modo que se você tem medo… Você não pode fingir. Você verdadeiramente tem que tê-lo.
E essa é a maneira que é com Satanás.

Amor fingido

Essa é a maneira que é entre os homens. Você tem que amar os homens. Você não pode apenas fingir. Você tem que tê-lo, ou você mostrará quem na realidade é em algum ponto, veja. Isso é correto. Você verdadeiramente tem que amar as pessoas, e elas sabem que você as ama. Veja, há um certo quê nisto.

E o homem agora, ligou para minha esposa, há alguns dias atrás, e disse: “O Irmão Branham está ai?”
Disse: “Não.”

Disse: “Bem, uma coisa eu tenho a dizer. Eu discordei dele, na teologia, porém eu digo que ele é um servo de Cristo”.

Bem, logo, e logo antes que eu partisse, ele enviou uma carta para mim, e ele disse: “eu vou para aí, tão logo que o senhor volte. Eu desejo esse batismo do Espírito Santo do qual o senhor está falando”.

Então, veja, exatamente onde se você houvesse… Se eu houvesse tido esse sentimento, de dizer: “Ora, não há valor em você. Sua velha denominação não vale nada, e – e todos vocês, pessoas da Igreja de Cristo, não valem nada. Vocês não são boas. Vocês, vocês são demônios.” Eu nunca teria ganho esse homem. E se eu lhe houvesse dito que o amava, e não tivesse a intenção de dizer isto de coração, ele saberia muito bem. Isso é tudo que há nisto. Você tem que querer dizer isto de coração.

E isso está nas noites quando eu venho para essa plataforma, sob esse discernimento, veja. Eu simplesmente não me alimento desde a hora do jantar; e jejuo e oro, e permaneço no quarto. Porque, Ele me prometeu que Ele o faria. E por essa razão eu vou sem nenhuma sombra de dúvida, porque Ele prometeu que Ele o faria. Por essa razão, veja, meu… Eu sei que meu motivo é (o quê?), meu objetivo é (o quê?), para o engrandecimento do Reino de Deus.

Se um homem vai desta maneira, daquela maneira, seja qual for a igreja que ele vá; contanto que ele venha para Cristo; não importa, se nós vamos e nos unimos a Igreja de Cristo, isso está perfeitamente bem. Isso é bom. Se ele… a que igreja ele se uma, não importa para mim. Porém, contanto que eu ganhe sua alma com Cristo, é a principal coisa.

Mensagem pregada pelo profeta William Branham: A divindade explicada – Parágrafos: 105-121.

Para obter esta mensagem completa, clique no link ao lado: DIVINDADE EXPLICADA

Esta entrada foi publicada em Amor, Graça e Misericórdia e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.